História

por Interlegis — última modificação 05/03/2015 15h42

Nossa história

A 1ª Câmara Municipal começou a funcionar em 1806.
Eram três vereadores. Em 06 de junho de 1806 o então lugar denominado "Capão Alto", foi elevado à categoria de vila, passando a denominar-se Vila Nova do Príncipe, tendo como vereadores os senhores José Vieira Gonçalves, Manoel Rodrigues Maciel e José França, e como Juízes Ordinários (que tinham funções hoje equiparadas ao Executivo), Gabriel San Payo e Francisco dos Santos Pacheco, respectivamente Presidente e Vice-Presidente.
As funções desses Vereadores era a elaboração do orçamento e sua fiscalização, administração dos bens e obras públicas, elaboração das Posturas Municipais e fixação das taxas e impostos.
O sobrado da Câmara Municipal, com grossas grades de ferro nas janelas, foi inaugurado em 1868, após 30 anos de construção. O primeiro projeto foi feito em 1829 e previa o funcionamento da prisão. Em 1865, a municipalidade, através de empréstimo do Governo Provincial, construiu "um sobrado de tijolos sobre as paredes de pedra e cal da Cadeia Nova, na qual funcionaria a Justiça e a Administração Pública".
Depois do desativamento deste prédio, a Câmara Municipal da Lapa voltou a funcionar em uma sala cedida nas instalações do Poder Executivo. Em agosto de 1984, a Câmara tornou a funcionar no andar de cima e a cadeia foi transformada em espaço cultural.
Até a data de 1988, a Câmara Municipal era formada por 15 vereadores. Na legislatura de 1989 a 1996, passou a 9 vereadores, voltando a ser 13 vereadores durante os anos de 1997 a 2004.
Hoje a Câmara Municipal da Lapa conta com 9 vereadores, conforme a legislação atual.